Publicado por: Renné | 01/03/2010

Alheira

Eu já queria contar essa história desde que comi a alheira pela primeira vez. Mas queria contá-la pessoalmente para a minha namorada, enquanto degustávamos o prato. Agora que ela veio, viu e comeu, posso escrever.

Alheira é uma lingüiça diferente. Quando os judeus foram obrigados a virar cristãos novos, a Inquisição fazia visitas/inspeções regulares a suas casas para ver se tinham realmente abandonado as práticas judaicas e abraçado a nova religião. Na época, sem geladeira nem nada, as carnes eram defumadas para serem guardadas, e em Portugal, uma das formas da Inquisição “testar” os novos cristãos era comprovar se os antigos judeus estavam comendo carne de porco (o que não é permitido no judaísmo). Para enganar os inquisidores, os judeus criaram uma lingüiça de frango disfarçada de lingüiça de porco. Como fizeram isso? Encheram a lingüiça de alho, a ponto de não se sentir o cheiro da carne e muito menos o gosto do frango. Daí o nome, alheira. Hoje leva muito menos alho do que na época, e eu acho deliciosa. Independente de você ter lido ou não este post, se vier aqui me visitar, com certeza vai ouvir esta história de novo quando o levar para provar essa iguaria. Não resisto a contar esse “causo” português”…

Feia, né? Mas é bom...

Anúncios

Responses

  1. A alheira nao e a farinheira.
    Ambas sao distintas na receita, porem parecidas na aparencia.
    Lembrando que cada regiao tem sua forma peculiar de faze-las. E as caseiras sao diferentes das industrializadas.
    Essa portuguesa com certeza quis florear a historia para encantar os turistas…kkkk..
    Realmente nao ha provas historicas de que essa versao seja verdadeira, mas o que valeu foi a intencao da “tuguinha” de agradar os turistas.
    Independente das explicacoes, ambas sao deliciosas e vale a pena experimentar.
    Otima dica! Parabens.

    Ps. Moro em Portugal.

  2. A inquisição nunca esteve preocupada com os judeus, existem até documentos Papais nesse sentido. Isso é folclore. Se quiser estudar o assunto da Inquisição leia “A Inquisição em seu tempo” (de Joao Bernardino Gonzaga). Dentre outros livros.

  3. na estrada do vinho em são Roque tem um restaurante que serve alheira, e o portugues dono do local conta essa historia dos judeus e que era feita de pão e alho, e que agora se po~e um poco de carne de porco mais a original não tinha carne

  4. suck my dick or cock

  5. A alheira é um enchido típico da culinária portuguesa cujos principais ingredientes podem ser carne e gordura de porco, carne de aves, pão, azeite, banha, alho e colorau.

    Segundo a tradição, este enchido terá sido criado por cristãos novos que, em segredo, continuavam a guardar costumes da sua renegada religião judaica, a fim de dar a entender a toda a sociedade que eram cristãos assumidos e bem integrados. Como o judaísmo proíbe o consumo da carne de porco, alguns dos supostamente recém convertidos teriam inventado um chouriço onde discretamente a carne de ave substituía a carne de porco, tradicional entre os cristãos. Desta forma, nas primeiras alheiras foram usadas várias carnes alternativas ao porco, tais como vitela, coelho, peru e galinha.

    A suposta ligação da alheira com os novos cristãos talvez não passe de uma ideia romântica popular, e não há factos concludentes que a suportem. Parece mais certo que o seu aparecimento esteja ligado ao próprio ciclo de produção de fumeiros caseiros, ou simplesmente à necessidade de conservação das carnes dos diversos animais criados e para consumo próprio.

    Na região de origem a norte de Portugal (Trás-os-Montes) a alheira é consumida grelhada, ou assada em lume brando, acompanhada por batata cozida com um fio de azeite, e legumes da época variados. Mais a sul o mais natural é encontrar os menus com a alheira frita, batatas fritas, ovo estrelado e saladas de alface e tomate. Por vezes, é também acompanhada por grelos de couve. É uma presença habitual nas ementas dos restaurantes de todo o país.

    A mais famosa das alheiras é a oriunda de Mirandela, na região de Trás-os-Montes, frequentemente considerada a de melhor qualidade.

  6. Na verdade esta estória que vc contou não tem verácidade, pergunte à um português legítimo a origem da Alheira nome adquirido no BRASIL, Que na verdade se chama FARINHEIRA em portugal.
    Pois ela é um misto de pão, alho e carne de porco.

    • Lola, a história me foi contada por uma portuguesa legítima, enquanto comíamos, em Portugal, uma Alheira (não encontrei por lá nenhum restaurante que vendesse a tal Farinheira que você citou)

    • Farinheira é um enchido utilizado por exemplo no “cozido à portuguesa” e que nada tem a ver com a alheira (embora fisicamente sejam parecidos).

    • Sim…é um misto com carne de porco, desde o início. É folclore a historia contada aqui.

    • Você não sabe de nada, a Alheira é Alheira, farinheira é farinheira . A Akheira original não leva carne de porco

  7. Fui um dos primeiros a ouvir a história… Outro dia achei um bar aqui em São Paulo e pedi. Só que me enrolei todo na hora de contar a origem. Precisei da ajuda da wikipedia. Hehe.

  8. Eca!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: